domingo, 2 de maio de 2010

1° de Maio

-

De início não me pareceu que este tema tivesse a ver com Portugal e como tal não faria sentido postá-lo neste blog, por isso foi posto em garota.de. Mas depois de umas reflexões maroticas cheguei à conclusão que se "agente" pensar bem, até fica bem aqui.

Ontem, quando cheguei do trabalho, passei pela loja dum italiano aqui próximo de casa. Ele vende tudo: flores, legumes, vasos, sementes, chouriços, massas, tanta coisa num espaço mínimo. É uma confusão, mas eu sinto-me bem nesta loja - não sei bem porquê...
Comprei umas sardinheiras lindas para a minha varanda e como ele não tinha todas as flores que quero pôr este ano na minha varanda, pensei com os meus botões: bem amanhã vou a Mannheim, alugo um carro para ir à minha loja de jardinagem preferida. Hoje de manhã feliz da vida com um mês acabado de começar, e com grande vontade de fazer da minha varanda o espaço mais lindo das redondezas, visto-me e ponho-me a caminho da estação. Estranhei por tudo estar tão vazio. Tudo fechado. Será que o relógio está estragado? Precisei de uma infinidade para me aperceber que hoje é feriado e aqui está tudo fechado e não vou poder comprar nada! Que pena, em Portugal não há destes problemas, pode-se comprar tudo quando se quer, mesmo no dia 1 de Maio.

-

2 comentários:

  1. Sinais da crise ;-)
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  2. é verdade Fê, esta crise é culpada de tudo... ;) Jinhos... Isabel

    ResponderEliminar